quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

ATEÍSMO : MUITO PESSOAL

De deuses dos povos Conceberam o deus absurdo 
A unidade energética-impessoal 
Imoral religiosidade cósmica 
Fico desajustado com suas leis 
Transgride a si própria 
Inteligência desnivelada  
Criou algo superior 
Logo depois morreu! 
Vergonhosa mentira impessoal não humana 
Ilusão dos perseguidores sentimentais 
Desestruturada realidade rabugenta 
Ah1não!não!o deus cósmico não tem coração?!! 
Que frustração! Que mente vazia! 
O não sentimental 
Dá vida um ser sentimental?!! 
Esse burro o inteligente? 
O morto impessoal ao vivo pessoal?...
Onde  se vê isso! 
Tu és uma energia sentimental frustrada?! 
Aliás a única que sorrir! 
Gotas desesperadas do impessoal? Como? 
Oh! Não! Não! Intelecto ateu 
Teu deus é miserável! 
Também está abandonado!!!!!!!!!!... 
Tem razão! É burro demais para ser deus! 
Ah! Sim! Sim! Olhe para o meu 
Está bem ao seu lado! 
Se indentifica, Com seu interior... 
Ama! Fala! Vê! 
A personalidade pessoal!!! 
Não me explica o impessoal                                                                                                                           
ALMEIDA, Joel. Túmulo de Roecken. Montes Claros, 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?