quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

ATEUS : LOBO-DO-MAR

Oh! Golpe fatal 
Que aberração organizada 
Criaram moral 
Para máquina química 
Caldeirão fervente 
Do suicídio aquecido 
Resultado coerente
Da existência química 
Intermináveis angústias 
Mude sua evolução no laboratório 
Para homem sem sofrer!!!? 
Coisa que ama, 
Por qual razão? 
Se não tem Deus-pessoal!!!? 
Tu tens mais dele? 
Ou do Deus-energia?! 
Tu vês o homem como não-homem? 
Qual a razão para sua vida programada?! 
Se não acredita em nada! 
Filho de um acontecimento cósmico? 
Que é sua arte? 
Se tu és o objeto do absurdo? 
E sua filosofia greco-européia?!!! 
Não passarão de aberrações? 
Tu me educas na cultura! 
Programando-me para a desprogramação? 
Tratando-me como se eu não fosse aberração 
Qual a moral de sua história? 
Intelecto de macaco! 
Ensinando-me o quê? 
Se eu já sou! 
Creio no Deus-pessoal! 
Jesus Cristo Filho!!! 
Quem és tu? 
Como raciocinas? 
Salva-me agora, Darwin, com seleção natural!!! 
Tu acreditas em Deus? 
Como acreditas na evolução? 
Se há um propósito divino,
Então tu segues "propositadamente"! 
!!!
ALMEIDA, Joel. Túmulo de Roecken. Montes Claros, 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?