quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

ECÔNOMIA : LEÃO ADORMECIDO

Os cabeças gigantes europeus

Reformadores protestantes das estantes

Fogo dos pensamentos existentes

Meio que domina filosofia

Coração intelectual da humanidade

Velho mundo  adormecido

Os cabeças de prego do Brasil

Também mudaram para lá...

S.O.S. capitalistas americanos

Firmes nesse sistema de algemas

Espetáculo que prostitui grana

Baba Brasil!

Babá Brasil!

Babá clandestina!!!

Baba! Babá! Babá! U$ mil!

Pinturas da universidades

Criadoras de filhos

Que trabalham fora de casa

Ventre que cresce a cada dia

As meninas viram vadias

Os projetos dos crânios...

Lá fora tecnologia...

Olé! Olé! Oh lê!

Se vê, faça valer

Orgulho de sangue indígena

Roubaram uma terra rica

Escravizaram inocentes

E ainda não são independentes

Nossa barriga doe, com comida na panela!

Na desgraça morre nossa poesia...

 

       Almeida, Joel. Túmulo de Roecken. 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?