quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

POESIA :INTERPRETAÇÃO OPINIÃO

Quem é digno aqui!?

Onde entra minha opinião?

Qual a respostas dos ateus?

Os ingratos são ignorantes

Se não oferecem sacrifícios a Deus?

Para que sacrifício?

Já não sacrificaram um?

E esses Nietzsch...anos insensatos!??

Quem falou em nobreza?

Oh! Rapaz-rapaz! Pare!

Pense um pouco no louco

Nasceu fazendo...na frauda!

Xixi nos panos...

Não seria algo especifico o nazareno?

Mesmo que seja a pior mentira?

Dizem que nasceu diferente

Não veio de esperma

Não teve sangue do humano

Nem moradia suspeita de orgulho!

Porém, aprendeu ser homem

Tornou-se o mais digno de orgulho!

Respeitou os direitos e leis

Recebeu uma antítese

Passaram-no por ladrão

Na cruz um verdadeiro nobre

Perguntou-lhe um homem duvidoso

Que é a verdade???

Sabiamente não respondeu!

Entra a opinião

A verdade não responde!!!?

É interpretada!!!?

Almeida, Joel. Túmulo de Roecken. 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?