quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

POESIA CONTEMPORÂNEA: LIVRO PASSATEMPO

O relógio na parede
Tic-tac-tic-tac... 
O grilo lá fora 
Jogo de palavras cruzadas 
Enxaqueca de cabeça 
Passatempo nas mãos 
Livro que  não tem sentido 
Poesias contemporâneas 
Que nada! Que sono! 
Vou dormir!
ALMEIDA, Joel. Túmulo de Roecken. Montes Claros, 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?