segunda-feira, 2 de março de 2009

Psiu Poético: O AMOR É A VERDADE

 

As coisas existem 
São apenas meios 
As pessoas existem 
São fins em si mesmos 
E louvam as coisas como se fossem fins 
E lançam as pessoas como se fossem meios 
Como tu desprezas alguém?! 
Por que existe posição? 
Por quem criaram exaltação? 
Não é por causa do indivíduo? 
Como os bens valem para ti mais do que eles? 
As coisas sejam usadas! As pessoas amadas! 
Nossa geração objeto 
Quem constrói não tem valor 
O que é construído o sacrifica na cruz 
Por razão da ignorância do desumano 
Chegou minha resposta para o crime  e a toda estupidez humana: 
Supervalorização do objeto! 
Quão irracionais, consumamos os valores medíocres do materialismo 
Que escraviza os escravos do “senhor LUCRO desumano” 
Necessário se faz o valor absoluto... 
Ou humanos meios, meio humanos com equação % + = $$$$++++++= Lucro  
Águas que deságuam e descem águas abaixo e retornam águas 
As leis que não são nada! 
Se não existe uma CAUSA pela qual foram estabelecidas, 
São apenas leis de repressão para oprimidos 
Se o objetivo não for a liberdade da CAUSA, 
Não podem funcionar mal com bons resultados em prol dessa CAUSA 
E serem aceitas como cumpridoras do dever 
Que funcionem bem, Para que se aprimorem NESSA CAUSA 
Segue-se a lei da CAUSA por CAUSA das leis criadas pela CAUSA
 Não a CAUSA ao dever, mas, o dever a CAUSA 
É só a CAUSA que é verdade 
Deus é AMOR...   
ALMEIDA, Joel. Deliberação. Montes Claros, 2003 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?