segunda-feira, 2 de março de 2009

Psiu poético :VIRGEM GREGA

 

Sul do monte olimpo 
Golfo de Corinto Sul dos Bálcãs... 
Horizontes das Grécias 
Ilhas do mar Argeu 
Montanhas e planícies férteis 
Navegação de povos aos povos 
Hélades primitivos das esculturas 
Aqueus dos rebanhos Sedentários com os pelágios 
Integração de culturas e civilizações 
Cretenses com valores religiosos 
Guerras e destruição Fortes arrastões... 
Dórios arianos, bárbaros armas de ferro 
Floresce na regressão os Genos 
Aquiles figura de herói 
Envenenado contra Agamenon Por Briseida, escrava roubada 
Odisséia o atributo de Ulisses 
Homero de Ilíada, os poetas... 
Segredos revelados as gerações 
Mesmo se cresce a população 
Luta pela posse do pó 
Marcos, fossos, sebes, paliçadas... 
Divisão nascendo propriedade privada 
Misérias e esmolas nas sociedades 
Demiurgos e piratas na aristocracia 
Conquistas a base de união civil 
Da aglutinação à velha polis... 
Acrópole, ágora e o asti... 
Expansão e individualismo 
Busca de poder e lucros 
Estímulo de laconismo Xenofobia e xenelasia... 
Esparta e o sistema status quo. 
Desenho antigo da atualidade! 
Domínio pelo terror Dória sobre escravos... 
Reformas e crescimentos 
Tempos e tempos e pensamentos 
O clássico hegemônico ateniense 
Longe dos dogmas, E verdades absolutas. 
Deuses imortais do Olimpo 
Homens extraordinários divinos 
Mitologia do destino 
Petições que não tinham direções 
Zeus, Dionísio e a grande mãe 
Antropomorfofismo estranho aos deuses 
O visível surgiu do nada Céu, Terra, Urano e Gaia 
Unidos para os titãs, ciclopes e gigantes... 
Deuses em guerra, 
filhos e deuses no inferno Pristes, 
correntes e um salvando o outro 
Templos e santuários 
Sagrados em toda confusão mitológica 
Os grandes habitantes do monte 
Olimpo Pobres dos pequenos dos mares e Hades 
Oh, Rainha dos filósofos! 
Mãe dos poetas e artes harmônicas 
Sua beleza é inquestionável 
Sua queda é lamentável 
Desmoronada com todos os seus deuses 
Oh! Oxalá fossem mesmo protetores!!!! 
Tu existirias brilhante nesses dias 
Resta-nos sua rica mitologia de deuses pagãos 
Oh! Envolvemos na nossa teologia! 
Que passado que não passou 
Tu não conheceste o DEUS DESCONHECIDO do areópago!
ALMEIDA, Joel. Deliberação. Montes Claros, 2003 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?