segunda-feira, 26 de julho de 2010

FRASCO

Li ontem,

Poema contemporâneo

Poema contemporâneo

Se era poema

Achei na rua,

Lata de óleo

De cozinha

Curioso!

Sem fundo

Sem tampa

Olhei para dentro

Não sou louco!

Apenas não vi nada!

Estava vazio,

Oh! Tumbém-tumbém!

Num tinha razão

Pra estar cheio!!!

Usaram a substância,

Não valorizam,

O frasco que sobra,

Serve pra enfeitar,

Decoração de estantes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJA-DJA Brasil (2001)

AJA-DJA Brasil (2001)
Obra apresentada no salão de poesia "Psiu Poético" (Montes Claros-MG)

Sobre o Poeta Joel Almeida

O POETA MORREU, AGORA O POETA VIVEU?